John Lennon avistou um OVNI em Nova York?


Em 23 de agosto de 1974, John Lennon saiu para a varanda de seu apartamento em Nova Iorque e testemunhou o que mais tarde descreveu como um "disco voador" pairando logo acima de sua janela.
Ele diz que o disco voador piscava suas luzes. No vídeo ele explica a trajetória que o OVNI seguiu e alguns detalhes que são comuns a todos os avistamentos como por exemplo a total falta de barulho de motor. "O OVNI se trasladava sem emitir som algum, no maior silêncio." No vídeo, que esta em inglês sem legenda, Lennon explica que o objeto era cinza obscuro ou preto e tinha luzes brancas e ainda uma luz vermelha no topo.

Sua assistente e namorada, May Pang, também testemunhou o evento e descreveu o encontro. "Parecia um cone achatado, com uma luz brilhante no topo."  

A descrição que ele faz do OVNI é bem detalhada. John Lennon ainda faria um desenho sobre o avistamento que anos depois foi leiloado e rendeu uma boa grana, mais de 36 mil reais.


O desenho parece mostrar detalhes de um encontro em Nova York

Russ Kellett, é conhecido por investigar o incidente ufológico ocorrido nas Montanhas de Berwyn, North Wales, no País de Gales em 1974 envolvendo teorias de que uma nave extraterrestre caiu na área. Há alguns meses, ele comprou o rascunho, supostamente feito por Lennon, relata o Daily Post. O rascunho parece detalhar o encontro que músico teve com um disco voador em Nova Iorque - o mesmo ano em que o incidente na região de North Wales
Kellett, um ávido colecionador de material ufológico e um fã dos Beatles, disse que quando teve a chance de adquirir o rascunho, ele aproveitou a oportunidade. Ele disse: "Um amigo meu disse que o rascunho estava disponível para comprar de um colecionador particular e eu pensei, este seria um sonho em dobro para mim". Ele segue dizendo: "Sou um colecionador de todas as coisas relacionadas a OVNIs, possuo um enorme acervo e também sou um colecionador de tudo relacionado aos Beatles. Tenho uma jaqueta de couro usada por John Lennon de 1969 até 1974, portanto isto foi fantástico".
Ele finaliza dizendo: "É um dos poucos que ele fez sobre o incidente, este rascunho mostra ele na varanda apontando para o céu em direção ao objeto e dizendo que há um OVNI sobre ele".

Kellett vem pesquisando o mistério das Montanhas de Berwyn há anos. Em 23 de Janeiro de 1974, a população local relatou ter ouvido um enorme estrondo, sentiu tremores de terra e os moradores locais viram uma luz brilhante no céu. As famílias dos vilarejos de Llandderfel e Llandrillo estavam de preparando para assistir televisão quando ouviram uma explosão e a terra tremeu. O tremor chegou a 3.5 graus na escala Richter. Como as pessoas corriam de suas casas temendo outro tremor, elas viram um clarão de luz na encosta da montanha.

Uma enfermeira, que acreditava que uma aeronave havia caído, se dirigiu até local e disse ter visto um brilho laranja e vermelho pulsando na encosta entre outras luzes.

Kellett acredita que pelo menos um OVNI pode ter caído naquela noite nas montanhas. Enquanto isso, outros acreditam que a ocorrência incomum era nada mais do que uma combinação coincidente de um terremoto, uma chuva de meteoros e luzes vindas de um caçador ilegal na encosta da montanha.

O fato de que Lennon era tão famoso e controverso fez o seu avistamento ufológico ainda mais estranho. Tornou-se completamente fascinado pelo evento, falava incessantemente sobre o incidente e ainda incluiu o encontro dentro de duas músicas de diferentes álbuns. 

"Like a UFO you came to me, and blew away life's misery... [Como um UFO você veio para mim e mandou embora a miséria da vida ...]" - Out of the Blue, do álbum Mind Games. 



Também "There's UFO's over New York, and I aint too surprised... [Há UFOs em Nova York, e eu não estou muito surpreso ...]" - Nobody Told Me, do álbum Milk and Honey.



Muito se fala no avistamento de OVNIs, muitas testemunhas acabaram desacreditadas mas quando se trata de uma personalidade a coisa muda e se a personalidade é do tamanho do ex-Beatles os detratores guardam silêncio, talvez por respeito.

Mas o caso do John Lennon não é o único caso de um famoso que afirma ter visto ou ter tido uma experiência com OVNI. Por exemplo o mesmíssimo Jimmy Carter, ex-presidente dos Estados Unidos, disse ter visto um OVNI, a historia dele aparece inclusive num programa do History, que obviamente não quer dizer muito mas tem valor pelo fato de admitir isso publicamente. Outros famosos que avistaram OVNI foram o Leonard Nemoy (o famoso Spock da série Star Trek) e o famoso diretor Steven Spielberg.

Outros grandes nomes da ciência já falaram em vida extraterrestre e até na possibilidade de existência de vida inteligente, um deles é o próprio Stephen Hawking meus amigos.

"Lennon sempre foi fascinado com o inusitado", explicou May, entregando seu exemplar outrora estimado do I Ching que ainda tinha em sua prateleira da biblioteca. "Ele era apegado em seu destino, tentando entender sua grandeza e do impacto que teve sobre milhões crescendo em uma geração muito confusa, quase perdida"Ela estava bem ali ao seu lado durante o incidente. "Tínhamos acabado de pedir pizza e, uma vez que a noite estava quente, decidimos sair no terraço. Não havia janelas de frente para nós do outro lado da rua, então John acabava de sair sem nada, a fim de pegar uma brisa. Eu me lembro que estava dentro do quarto me vestindo quando começou a gritar para eu sair ao terraço. Eu gritei de volta que estaria ali, mas ele continuou gritando para ir naquele instante. Quando saí, meu olho captou este objeto circular grande vindo em nossa direção. Tinha a forma de um cone achatado e ainda por cima era enorme, brilhante, tinha luz vermelha, não pulsava como uma das aeronaves convencionais". 

May disse que ela e John ficaram ali hipnotizados, incapazes de acreditar que estavam no processo de observação. "Quando se aproximou um pouco mais, poderíamos fazer uma linha ou círculo de luzes brancas que corriam ao redor da borda inteira, era deslumbrante". O casal assistiu a passagem do UFO diretamente sobre o prédio ao lado onde residiam. "Eu estimo que era aproximadamente do tamanho de um jatinho e estava tão perto que se tivéssemos alguma coisa para jogar nele, provavelmente teria batido com bastante facilidade".

Durante o tempo que o objeto ficou diretamente sobre eles, May disse que não ouviu qualquer ruído. "Muitas vezes helicópteros passavam voando acima de nós, mas este foi tão silencioso como a noite, 17 andares acima do nível da rua". Finalmente, o objeto sumiu de vista, deixando-os fortemente comovidos, mas a emoção foi maior ainda logo após. 
Da forma como desapareceu, o UFO voltou. A luminosidade era tão intensa que May recordou que nenhum detalhe adicional pode ser visto. "Nós fizemos exame de um par de fotos, mas elas apareceram superexpostas". Imediatamente, Lennon e May telefonaram para o jornal Daily News e foram informados que pelo menos sete outros relatórios tinham sido recebidos. 

"Nós ainda chamamos a polícia e disseram-nos para manter a calma, que outros tinham visto isso também". Segundo ela, durante toda a noite, ele ficava dizendo não conseguir acreditar. "Eu não posso acreditar nisso ... eu vi um disco voador!". Com a confirmação de seu avistamento, escreveu o que viu e usou como parte da arte da capa de seu álbum Walls and Bridges. 

"John sempre teve interesse em UFOs", ressaltou May. "Ele até assinou a revista britânica Flying Saucer Review. Mas depois de ver o que vimos naquela noite, se tornou ainda mais, trazendo à tona o assunto o tempo todo."


O álbum Walls and Bridges, de John Lennon, foi lançado em 1974 (26 de setembro nos EUA e 4 de outubro na Inglaterra). Trazia, entre outros atrativos, um livreto com as letras das músicas.


No final da primeira página desse livreto estava escrito:

Ou seja, John afirmava que tinha visto um Objeto Voador Não Identificado, às nove horas da noite de 23 de agosto de 1974.

Abaixo uma parte da entrevista com Lennon:


“Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço.”

“O que é mais assustador? A ideia de extraterrestres em mundos estranhos, ou a ideia de que, em todo este imenso universo, nós estamos sozinhos?”
Compartilhe Google Plus

Sobre Italo Germando

Blogueiro e Dedicado a trabalhar como um profissional do Design Gráfico e da Comunicação, minha proposta é trabalhar as possibilidades estéticas do Design, sempre permeando novos caminhos e perspectivas em relação a projetos de arte, comunicação e cultura.

0 comentários:

Postar um comentário

REGRAS:

* Proibido citar links, de outro Sites. (Será Removido)
* Proibido Xingamentos, contra outros Comentaristas.